08/08/2017 - Presidente da ABAD enfatiza a modernização no discurso de abertura da convenção anual da entidade


Geraldo Alckmin e Rogério Marinho foram homenageados pela ABAD


alt

A palavra de ordem do presidente de ABAD, Emerson Luiz Destro, em seu discurso de abertura da ABAD 2017 SÃO PAULO, convenção anual do setor atacadista distribuidor, nesta segunda-feira (7), foi modernização. A solenidade, que teve a presença de cerca de mil pessoas no auditório do São Paulo Expo, contou com a participação do governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, do presidente da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, Cauê Macris, do presidente da Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil, George Pinheiro, entre outras autoridades.

Destro falou sobre o momento político econômico do país e sobre o posicionamento da ABAD frente às reformas necessárias para impulsionar a economia. “O Brasil precisa fazer suas reformas estruturais, assim como também precisa avançar na agenda das reformas microeconômicas e melhorar o ambiente de negócios”, disse.

Segundo ele, “nosso bônus demográfico está se reduzindo e nossa única salvação, para não nos condenarmos a ser um país eternamente medíocre, é equilibrar o sistema previdenciário e aumentar drasticamente a nossa eficiência e produtividade”.

Destro lembrou que em defesa da modernização trabalhista o setor fez forte mobilização nos estados, contatando deputados e senadores, e que a mesma mobilização será realizada em prol das reformas previdenciária e tributária. “Houve um grande empenho conjunto das entidades integrantes da UNECS – União Nacional de Entidades de Comércio e Serviços, inclusive das filiadas estaduais da ABAD, e esse movimento coordenado certamente impactou de forma positiva o sucesso das votações”, pontuou. “Racionalizar tributos e obrigações acessórias e equacionar as despesas da previdência tornam-se questões fundamentais para o país, e por isso a ABAD, junto com a UNECS, espera contribuir novamente para o sucesso dessas reformas”, conclui.

Anfitrião

Sandoval de Araújo, presidente da ADASP, anfitrião da convenção anual, também discursou e falou da contínua mudança tecnológica necessária ao aumento da produtividade e dos novos processos da cadeia de distribuição e suas ferramentas de modernização. “Um aspecto importante da modernização são as reformas, como as que estão sendo debatidas e aprovadas no Congresso e cujos relatores estão presentes no debate de hoje”, salientou.

Debate sobre as reformas esclarece dados e atualiza informações

Logo após a Sessão Solene de Abertura da ABAD 2017 SÃO PAULO, foi realizado o painel político-econômico Brasil e suas Reformas, cuja proposta foi falar sobre os desafios que o país enfrenta para modernizar-se e ganhar maior eficiência e competitividade.

Fonte:
ABAD



Acompanhe a Abrasel também nas mídias sociais:

alt alt alt